Subscribe:

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Votos na CCB

FAZER VOTO NA CCB


Valdeci  F.
Há um costume na CCB de se fazer votos. Faz-se votos por causa de enfermidades, de uma dor de cabeça a um câncer. Faz-se votos para ser bem sucedido nos negócios, viagens, vestibulares e concursos; para Deus converter alguém, para ser liberto de algum vício, tentação, perseguição, etc. A lista é grande e ainda há pessoas que só dizem que fizeram um voto e Deus o atendeu, sem dar maiores detalhes.

A forma mais comum de pagar voto na CCB é levantar-se perante a igreja e agradecer a Deus pelo que alcançou, ainda que outra formas de votos possam ser feitas, como de doar algum dinheiro para a igreja, doar cestas básicas, ajudar alguém, realizar algum serviço para a igreja ou alguma pessoa. Não muito comum é prometer realizar serviços religiosos, visitar, congregar, ler mais a Bíblia, evangelizar, etc.

Na liturgia dos cultos na CCB há um tempo de cerca de 30 minutos, antes da pregação da Palavra, onde o fiel pode se levantar, entregar saudações de outras igrejas ou pessoas, contar as bênçãos recebidas e ... pagar votos.

Quando o ministro que preside dá início a este momento, além de ficar atento ao tempo destinado a esta liberdade, costumeiramente ele adverte aos que fizeram algum voto ao Senhor, para que paguem, porque Deus não se agrada de quem faz votos na hora da necessidade e depois deixa de pagar.

Esta advertência sobre pagar os votos é baseada em Ecl 5:4 Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos; o que votares, paga-o.

VOTO NA BÍBLIA

Um voto é uma promessa de realizar certas coisas em troca de benefícios que se esperam. Geralmente esta promessa é feita para Deus e não para um homem qualquer, e em momentos de grande necessidade ou perigo.

A Bíblia deixa claro que um voto não deve ser quebrado, mas cumprido, mesmo com sacrifício pessoal, pois Deus espera que mantenhamos a nossa palavra, não importa quão difícil seja. É claro que Ele não quer que façamos algo por obrigação, mas voluntariamente, com alegria.

(Deut 23:21-23) - Quando fizeres algum voto ao SENHOR teu Deus, não tardarás em cumpri-lo; porque o SENHOR teu Deus certamente o requererá de ti, e em ti haverá pecado. Porém, abstendo-te de votar, não haverá pecado em ti. O que saiu dos teus lábios guardarás, e cumprirás, tal como voluntariamente votaste ao SENHOR teu Deus, declarando-o pela tua boca.

A Lei não manda votar, mas instrui sobre a gravidade do voto e aborda os casos em que o voto pode ser anulado: o marido podia vetar o voto da mulher (Num 30:6-8,13) e o pai podia vetar os votos da filha (Num 30:3-5). Estabelece ainda as compensações para os votos de doações, quando a pessoa se arrependia, por exemplo da promessa de doar uma propriedade para o Senhor e deveria pagar uma alta quantia em dinheiro no lugar (Lev 27).

A Bíblia relata vários exemplos de votos. Temos o voto de Jacó onde ele promete pagar o dízimo se Deus fosse com ele (Gên 28:20-22). O voto do nazireu é definido em Num 6 e Sansão é o exemplo mais famoso. Há o voto trágico de Jefté, que prometeu oferecer a Deus aquilo que viesse ao seu encontro quando voltasse pra casa, e esta foi sua filha (Juízes 11:29-40), e o voto de Ana, oferecendo seu filho Samuel para servir ao Senhor (1 Sam). E muito outros.

No Novo testamento também não há mandamento para se fazer votos. A passagem onde Jesus censura os judeus por causa dos falsos juramentos, (Mat 5:33-37), não trata de votos, mas de falar a verdade, sem precisar jurar para ser acreditado, de não usar o Nome de Deus em vão.
No Novo testamento há poucos textos sobre votos. Em Atos 23;12 fala sobre um voto de maldição que 40 homens fizeram para matar a Paulo, evidentemente um voto malígno.

Temos um relato que Paulo raspou a cabeça em Cencréia por causa de um voto (Atos 18:18). Não se trata de voto de nazireu porque este deveria ser pago com sacrifícios no templo em Jerusalém, e Cencréia ficava na Grécia, e não parece ser nenhum dos tipos de votos descritos na Lei mosaica.

Novamente em Atos 21:23-26 , fala do voto de quatro homens judeus que só foram possíveis de serem cumpridos porque ainda o Templo estava em funcionamento, e não tem nenhuma relação com o cristão.

PAGAR VOTO

Segundo a Lei, havia vários tipos de votos e a maneira de pagá-los era diferente. Alguns votos deveriam ser pagos diante de todo o povo de Israel, pois exigiam o sacrifício de animais no santuário do templo, como por exemplo o voto de nazireu. Acredito que seja isso o que o salmista Davi quer dizer quando diz:

(Salmos 116:14) - Pagarei os meus votos ao SENHOR, agora, na presença de todo o seu povo.

Como não existe mais templo e nem sacerdócio estes votos de devoção cessaram e também os votos ligados aos costumes judaicos.  Da lei estamos livres e portanto, livres de fazer e pagar votos como era determinado no Antigo Testamento.

Como já citei acima, na CCB,  é comum as pessoas pagarem votos, levantando-se perante a igreja e agradecendo a Deus, louvando-o. Alguns dizem assim: “Prometi ao Senhor que não me envergonharia de levantar perante o Seu povo para agradecer a Ele, se Ele me fizesse isso ou aquilo.”

Em Hebreus 13:15 diz assim: Portanto, ofereçamos sempre por Ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o Seu Nome.

O louvor a Deus hoje pode significar um sacrifício, mas devemos oferecer continuamente sacrifícios de louvor, e não apenas quando alcançamos alguma bênção material, porque a maior bênção que Deus nos deu foi a salvação em Jesus Cristo. Portanto, quando alguém se levanta para pagar voto na Congregação, não está errado, mas na verdade, oferece em pagamento algo que já é do Senhor, ou seja, sacrifícios de louvor.

No Antigo testamento, o povo judeu era proibido de fazer alguns votos, oferecendo algo que já pertencia a Deus, como por exemplo, votar oferecendo o primogênito dentre os animais, pois já pertencia a Deus.
Numerosos Salmos nos dizem para louvarmos o Senhor, pelo Seu poder, grandeza, misericórdia e maravilhas, com voz ou com instrumentos.

Louvai ao SENHOR. Louvarei ao SENHOR de todo o meu coração, na assembléia dos justos e na congregação. (Salmo 111:1).

Aquele que não paga seus votos, sente-se em dívida com Deus. Uma dívida como do cartão de crédito, crescendo assustadoramente com os juros. Qualquer problema que surge é visto como um castigo divino,  por não ter pago o voto, e a vida espiritual deste crente pode decair muito, ficando a pessoa sem forças para pedir algo ao Senhor. Algumas pessoas não conseguem nem levantar-se perante a igreja para agradecer a Deus pelo que alcançou, e isto torna-se um peso na sua alma.

Estamos na Graça do Filho de Deus, numa relação estreita com o Criador e não há necessidade de se prometer coisas difíceis para sermos atendidos na oração. Deus sabe que muitos votos são feitos sem refletir, e quando nos atende é por causa do Seu amor. Se alguém estiver nesta condição, seja sincero, confesse a Deus este pecado de não cumprir sua palavra. Peça perdão em Nome do Senhor Jesus e tenha paz na sua vida.

Mas se para alguém não basta pedir perdão para ficar em paz, então, procure cumprir o que prometeu, nem que demore mais tempo do que o prometido. Só não tente substituir uma coisa por outra, e faça por amor e não por obrigação, pois Deus não requer sacrifícios.

CONCLUSÃO

No Novo Testamento não há uma ordem sequer para os cristãos fazerem votos, ao modo que faziam os judeus. Fazer voto é apenas um costume. Somos ordenados a orar e a pedir a Deus que Ele nos atenderá.

E eu vos digo a vós: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á; (Lucas 11:9


Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito. João 15:7

Quando Paulo passou por uma situação crítica, e era esbofeteado por um espírito, ele não fez voto para que Deus o livrasse, mas apenas orou: Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim. (2 Cor 12:8). No NT há muitos relatos de milagres, sinais e maravilhas e sempre como resultado da oração ou da palavra de fé, nunca relacionado com votos, como muitos costumam fazer hoje.

Através de Jesus Cristo temos acesso direto ao Pai, e basta apenas orar, que Deus conhece toda a nossa necessidade. Ele ouve as nossas orações e responderá de acordo com o que for bom para nós. Não precisamos usar o recurso de voto, ´quando sabemos que Deus está conosco em todos os momentos.

Mesmo não sendo necessário, eu entendo que o crente pode votar, se assim o desejar.  O voto é fruto de uma relação íntima entre Deus e o crente, e nós não podemos determinar padrões para a relação pessoal de cada cristão com Seu Criador. Podemos estimular a confiar em Deus, através da oração.

A Bíblia mostra que homens de Deus, cheios de fé,  falharam e tiveram momentos de dúvidas e angústias. Da mesma forma, algum crente poderá escolher fazer voto em momentos críticos, e estes podem ser um marco na sua vida, um ponto de mudança. Se o fizer, considere os exemplos bíblicos, reflita no que está pedindo e naquilo que está prometendo para o Senhor e vote com consciência e determinado a agradecer pelas bênçãos que Deus lhe fez, porque pagar, jamais pagaremos.


4 comentários:

Samuel Riberto disse...

Nossa que Deus abençoe vc irmão pois vc foi muito sabio e humilde

FABIANA disse...

ESTOU PASSANDO POR SITUAÇAO MUITO PARECIDA, SOU TESTEMUNHADA NAO ENTENDIA MUITO E FIZ UM VOTO. ME ESCLARECEU MUITO SEU COMENTARIO! DEUS ABENÇOE!!!!

Anônimo disse...

Eu não sou batizada, mas tenho ido as reuniões e gostei muito, há um tempo atrás eu fiz um voto, de agradecer a Deus pela cura do meu pai na igreja, queria saber como eu devo falar na igreja, quais as palavras devo usar, e se eu posso fazer isso mesmo sem ser batizada

Valdeci Ferreira disse...

Deus abençoe vc Renata e sua família.
Voce pode sim testemunhar, apesar de alguns irmãos acharem que não pode.
Para fazer isso, é bom que vc esteja vestida conforme o costume das irmãs. Comece com as palavras habituais: "Deus seja louvado!" Após o 'amém', fale com poucas palavras quem vc é (ex: sou testemunhada, não batizei ainda mas sinto de agradecer a Deus...) e o motivo de ter se levantado para agradecer a Deus. Pague o voto e encerre pedindo oração por voce e sua família e diga novamente: "Deus seja louvado!"

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...