Subscribe:

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Livros

Eu aprendi assim: de graça recebeste, de graça dai.  Estas palavras foram ditas pelo Senhor Jesus, quando enviou os doze discípulos em missão: Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai.

Pra mim, o que Jesus disse, refere-se a obras que o homem não tem poder em si mesmo para realizar, a menos que Deus faça. Não sendo do homem este poder, Jesus proibe terminantemente que seja cobrado algo por isso. Cure, limpe (sarar), ressuscite, expulse, DE GRAÇA.

Jesus não deixou nenhuma brecha para o homem poder cobrar do seu irmão por lhe dar algo que vem de Deus, não importa sob qual justificativa. O apóstolo paulo deixou claro que aquele ministro que dedica sua vida ao serviço do Senhor, é digno de ser sustentado pela Igreja, mas também não falou nada a respeito de enriquecimento de lideranças religiosas, nem da necessidade do crente pagar para alcançar milagres ou bênçãos de Deus. É evidente que tem gente ganhando muito dinheiro pregando o evangelho, falando de Deus.  ganhando mais do que o necessário sustento.

Uma coisa interessante são os autores cristãos, que escrevem livros sobre os mais diversos temas bíblicos. Qual o interesse principal por trás disso? É viver desta indústria ou levar a mensagem de Cristo ao maior número de pessoas?

Hoje, as pessoas querem fazer as duas coisas, unir o útil ao agradável, mas no Novo Testamento, vemos a história de homens que foram muito úteis pregando o evangelho, mas não se consideravam como tal e suas vidas foram de sofrimento por causa da missão que receberam.  Não viveram folgadamente nos seus dias, não receberam direitos autorais sobre as cartas inspiradas que escreveram às Igrejas.  Alguém consegue imaginar  os cristãos pagando algumas moedas romanas para ter acesso a uma cópia das cartas dos apóstolos?

Bom, eu sei que há os custos para se imprimir um livro e até poucos anos, a forma impressa era o único meio de se levar uma obra à um grande número de pessoas.  Eu sei que tem os custos de impressão, distribuição, os ganhos da editora, etc,; hoje, porém, com a inernet, surgiu um meio com um custo quase zero, para se divulgar qualquer material e alcançar milhares ou até nilhões de pessoas. 

Se o propósito do autor cristão é levar a mensagem de Cristo, levar esclarecimento às pessoas, por que não obedecer ao "de graça dai..."?;  porque não disponibilizar seus livros online, para as pessoas baixarem, de graça ou a um custo de poucos reais? Por que trabalhou, pesquisou? E  quem lhe deu saude, sabedoria para compor sua obra?

Pior coisa ainda são os autores que escrevem criticando uma denominação, sob a alegação de que estão trazendo luz para os membros da referida igreja. Ora, se o propósito do autor é trazer luz, ajudar as pessoas a saírem de supostas trevas, por que não disponibiliza seu livro gratuitamente na rede para alcançar um maior número de pessoas?  Por que publicar apenas a versão impressa e a um custo acima de 30 reais?

Este site não apoia a pirataria, razão porque não disponibilizo links de livros de autores evangélicos, mas não vejo motivo hoje, para comprar um livro, caro e muito menos um livro que critica minha denominação.  Pra mim é jogar dinheiro fora.  Gaste o seu dinheiro comprando uma Bíblia e dando de presente a alguém. 

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...