Subscribe:

domingo, 1 de abril de 2012

NOVO MAPA DAS RELIGIOES


O Brasil ainda é o maior país católico no mundo, mas este cenário vem mudando.  Diminuem os católicos,  crescem os evangélicos e aumentam os sem-religião. O Nordeste é a região mais católica do Brasil e Teresina é a capital onde 80,66% das pessoas são católicas. As brasileiras são mais religiosas do que os homens e na maioria das religiões elas predominam. Os pentecostais são os evangélicos que mais crescem, mas a terceira maior denominação evangélica no Brasil não é pentecostal, mas protestante clássica.

Estas e muitas outras informações constam no trabalho: “O Novo Mapa das Religiões no Brasil”, publicado pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, em 2011. A obra traça um panorama das religiões no país, abrangendo dados dos censos até o ano de 2000 e dados das pesquisas de orçamento familiar, feita pelo IBGE anualmente com mais de 200 mil pessoas. Trata-se de um completo mapa sobre as mudanças  em curso nas religiões no país.


Clique na imagem para ver a distribuição das principais religiões no país, segundo a pesquisa:

Grandes Grupos Religiosos no Brasil

O  catolicismo vem caindo desde o primeiro censo em 1872, quando 99,72% da população era católica, mas nas ultimas décadas acentuou-se. Em 2009, este número chega a 68,43%, ou cerca de 130 milhões de  pessoas, e continua caindo.

Acompanha a queda no número de católicos, um aumento dos evangélicos, que em 1990 eram quase 10% da população. Em 2000 já eram cerca de 16,2 % e atingiu em uma década,  20,2%, ou cerca de 40 milhões de brasileiros.  Se continuar assim, há quem prevê um Brasil com metade da população evangélica em 2020.

O mapa religioso destaca ainda o aumento no número daqueles  que se declaram sem religião. Em 2009 são 6,72% de pessoas sem religião e muitos destes, podem estar  experimentando outras crenças.  Os sem religião estão mais presentes nas periferias das grandes cidades,  entre os jovens e pessoas com maior escolaridade.

Além dos evangélicos, outras religiões também tiveram um crescimento expressivo e todas se espremem numa faixa de cerca de 4,62%  da população. Espíritas são maioria e religiões espiritualistas atraem cada vez mais, pessoas de classe social elevada. 

Evangélicos

Os evangélicos são divididos em dois grupos: pentecostais e demais evangélicos.  Os pentecostais são os evangélicos  que mais crescem,  alcançando 12,76%.  Este é o grupo onde se classifica a Congregação Cristã, junto com Assembléia de Deus e outras.  Significa que mais da metade da população evangélica é pentecostal, movimento  de avivamento  que começou no início do século XX e que mais cresce no mundo.

Pentecostais estão mais concentrados em áreas urbanas e regiões metropolitanas. Estão entre as camadas mais pobres da população e com menos anos de estudo: até oito anos.  O Acre é o estado com maior número de evangélicos pentecostais, (24,18%) e Sergipe é o estado  onde há menor participação de pentecostais, (4,75%).

 Os demais evangélicos são chamados de tradicionais e estão mais presentes no Espírito Santo, com cerca de 15,09%, sendo mais concentrados na classe AB. Os  evangélicos da Igreja Batista,  tradicionais, estão mais presentes na nova classe média brasileira, classe C e na AB. Evangélicos tradicionais também possuem maior número de anos de estudo,  oito anos ou mais.

 A faixa de renda mais importante para os pentecostais é a classe D e em seguida a classe E. Estas são as classes onde a Igreja  Assembléia de Deus, a maior igreja pentecostal do Brasil,  tem maior presença. A Congregação Cristã, surgida da mesma época que a AD,  é mais forte entre a classe  C e em seguida na D.

Congregação Cristã no Brasil e outras denominações




Segundo este mapa religioso, a CCB, chamada de  Igreja Congregacional Cristã do Brasil, ocupa a terceira posição entre as denominações evangélicas brasileiras, com 1,49%,ou cerca de 2,8 milhões de membros.  Sua membresia está mais concentrada na classe C e depois na D.  

A pesquisa registra ainda que entre 2003 e 2009 a CCB não cresceu, mas caiu 0,31 pontos percentuais, enquanto as demais igrejas pentecostais cresceram. Considerando, porém, os dados do censo de 2000 até 2009, houve sim um pequeno crescimento.  

É importante observar que sob o nome da Congregação Cristã, há uma única igreja, centenária, com quase vinte mil Casas de Oração pelo país. Algumas denominações englobam vários ministérios e dissidências isoladas.


Conclusão

O trabalho "Novo mapa das religiões" mostra a descatolização do Brasil e o crescimento dos evangélicos e outras religiões. os dados servem de base para estudos mais aprofundados sobre o tema e as grandes variações no cenário religioso brasileiro.

Declaração de pertencer a uma religião tem importância relativa e interessa a quem lida com estatísticas. Às denominações, interessam os membros ativos, que freqüentam e participam dos cultos e trabalhos religiosos.  Muitos que declaram pertencer a uma religião ou crença, estão na verdade, bem distantes das mesmas. Evangélico não-praticante é uma figura cuja existência não está prevista na Bíblia. O cristão deve, por natureza, ser um praticante da Palavra de Deus e viver em união com a família cristã.


comumccb.blogspot.com

fonte: http://www.fgv.br/cps/religiao/



0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...