Subscribe:

sábado, 26 de janeiro de 2013

Tecnico para Orgao Eletronico




O órgão eletrônico é um instrumento presente em quase todas as igrejas da Congregação Cristã e em muitos lares. Instrumentos de muitos recursos, maravilhoso para louvar a Deus. 

Como outros aparelhos eletrônicos, o órgão poderá apresentar defeitos. São teclas que falham ou disparam, pedaleira que não funciona, defeitos em botões e chaves, ritmos, etc. Quando isso ocorre, entristece muito a organista e a solução é chamar um técnico de reparos em órgãos. 

Não há muitos técnicos especializados em reparar órgão eletrônico no mercado.  Geralmente, a loja que vende o instrumento ou representante tem um técnico para indicar.  Muitos órgãos, porém, estão parados, por falta de técnicos para reparar ou por falta de peças. Há muitos órgãos antigos, com algumas peças dificeis de se obter. 


Pode-se recorrer a indicações de outras organistas ou encarregados de orquestras, mas cheque todas as referências antes de chamá-lo. Se for um profissional, com certeza terá clientes para darem referências.

Algumas dicas para quem precisar chamar um técnico de reparos em órgão eletrônico:

Muitos irmãos oferecem café, refrigerante e comida para o técnico. nada demais, mas lembre-se de que ele está ali para fazer um conserto.
 
Tenha anotado os defeitos que o órgão apresenta, marcando as teclas que estão falhando. Se for um defeito intermitente, relate os detalhes de como ocorre. 

Não precisa ficar entretendo o técnico com histórias longas, testemunhos ou conversa fiada. Tempo é dinheiro e o técnico precisa se concentrar no trabalho. 

Não chame o técnico se houver outros profissionais executando trabalhos na casa, por exemplo, um pedreiro cortando pisos com uma máquina ou um carpinteiro dando marteladas no telhado.

O técnico precisa de espaço para abrir o instrumento. Remova objetos  que possam atrapalhar o afastamento do órgão da parede, caso seja necessário abrir a parte traseira do  órgão.

É bom que a pessoa que toca o órgão esteja presente durante a visita do técnico. Quem toca pode explicar melhor o que está acontecendo. 

Exija orçamento por escrito com estimativa de custos de substituição de peças. Se  for trocado alguma peça,  pergunte se a peça é nova ou usada e peça  que seja especificado na fatura, juntamente com a garantia.

Se o técnico tiver que levar alguma peça,  não deixe de anotar telefones e outros meios de contato.
Se achar o orçamento muito caro ou desconfiar  que está sendo enrolado (a), é melhor buscar outro orçamento. 

Desconfie de técnicos que  logo de início tentam vender-lhe um órgão novo, fazendo a caridade de aceitar o seu usado como entrada – por uma ninharia. Busque outro parecer antes de desfazer-se do seu antigo instrumento. Alguns órgãos, dependendo do defeito, não valem a pena gastar para consertar, mas há muitos órgãos antigos, bons e de uma qualidade sonora que muitos instrumentos novos não se comparam, e que ainda podem ser consertados.

Cuide bem do seu instrumento e poderá louvar a Deus nele por muito tempo. Para esta finalidade, não precisa de um modelo super moderno, pois o louvor deve ser da alma.

 

1 comentários:

Anônimo disse...

O ou A ORGANISTA!
lEMBRE-SE, HÁ IRMÃOS ORGANISTAS TBM!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...